terça-feira, 24 de março de 2009

TeleCiborral - 2º AlmattarMatança!

Na continuação do Teleciborral (clicar para rever 1ª parte) ....

Jornalista 1 (J1)- Perna
Jornalista 2 (J2)- Cajarana
Professor Maramelo Mansinho (MM) - Barruaça
Zé Miguel DaminhaTerra (Z) - Buchinha
Pássaro Gaio (G) – Paulinho
Matadores (M) – Jimmy/Pepe/Léu

J2 – Isto é que são homens de coragem, entram em todo o tipo de buraco… Outro dos nossos grandes problemas, são as constantes quebras de electricidade. Estima-se, que em certos dias o Ciborro tenha electricidade por 2 horas seguidas, isto com 3 a 4 interrupções pelo meio, claro.
J1 - Se este problema afecta toda a população em geral e a arcas frigorificas da Cooperativa em particular, há também alguém que nunca fica sem corrente! Falamos do grande Custódito esse rapaz nunca tem quebras, está sempre ligado á corrente….

video

J2 – Agrava-se a preocupação com a epidemia de vomitanço que tende em alastrar pelos pescadores ciborrenses. Ao que parece, não são os nossos pescadores ciborrenses que se dão mal em alto mar, trata-se mesmo de um problema do alto mar com os nossos homens.
J1 – Os habitantes da zona de Peniche, já sabem quando os nossos conterrâneos se deslocam ao local. Segundo o habitante local, Zéfir Carapau, nesses dias dá á costa uma elevada quantidade de migas á alentejana, 2 a 3 doses de borrego da Ermelinda, e uma dose de Bacalhau do Joel.
J2 – Já a esposa de Zéfir, Elisete Linguado, afirma que costuma avistar a placa dentária de Filipe Sacalhar agarrada ás rochas ao largo da costa de Peniche.
J1 – Sim, sim....estamos a receber informações de última hora, ao que parece os activistas do grupo terrorista "Al MaatarMatança", preparam-se para fazer um comunicado ao Mundo. Ora vamos ver o que querem os homens....

Z – Boa Noite povo alentejano, apreciadores da boa linguiça e do chouriço de porco preto. Eu, Zé Miguel DaminhaTerra sou a voz do grupo AL MattarMatança, para reivindicar o direito de executar o suíno em praça pública!
M1 e M2 – Muito bem Chefe!
Z – Devido á ASAE, á família do animal e ao estado do tempo, a execução do porco para as passagens de ano não tem sido feita no meio do largo como deveria ser tradição, estamos confinados a um espaço com mais higiene, com água, luz e máquinas eléctricas. Algo que não deveria ser permitido em matanças tradicionais!
M – Al Mattar!!! Al Mattar!!!
Z – Assim, passo a palavra ao meu conselheiro Pássaro Gaio que vai enumerar um conjunto de situações que queremos ver resolvidas!
G – Primeiro ponto: queremos que a bebida oficial das matanças, sejam as médias Sagres em vez do vinho
M – Sagres!!! sagres!!!
G- Em segundo lugar, exigimos que o próximo porco apenas tenha toucinho e entremeadas, as febras são muito secas!
M- Colesterol! Colesterol!!!
G- Já vou é a ter a goela seca….Em terceiro lugar, exigimos que o Barbosa nos faça uns bolos de torresmos para cada um dos dias de festa!
M- Torresmos! Torresmos!
G – Em quarto lugar, queremos que uma nutricionista controle as refeições do Bicharoco, que nos tem esgotado os couratos!
M- Bruto! Bruto!
G – E por fim exigimos, que nos ofereçam lenha suficiente para iniciarmos a matança no próximo dia 23 de Junho, lá para o fim da cortiça!
M – Médias! Médias!
Z – Agora, depois de lido este comunicado vamos dar 15 dias e uma semana á Junta de Freguesia para satisfazer o exigido e para colocar no Largo, uma nova banca, um xanbarilho e uma balança para pesar o animal.
Mais uma vez afirmamos que estamos aqui para fazer o dói dói no porco, seja ele porco preto, alentejano ou javali! Nós não desistimos dos nossos direitos e as matanças vão continuar. Hasta siempre!
Todos - É porco, é preto, é para comer! É porco, é preto, é para comer!


J2 – Já não se está em segurança em lado nenhum, parecem perigosos estes tipos......
(continua)

Sem comentários: